Ir para o conteúdo

SANEBAVI - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
SANEBAVI - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Prefeitura
Rede Social Transparência
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
22
22 MAR 2024
ÁGUA
Nova adutora vai interligar Represas 5 e 1 e eliminar perdas
enviar para um amigo
receba notícias
Sistema vai trazer toda a água armazenada do sistema Bom Jardim e Santa Fé

Teve início nesta semana a construção da nova adutora de abastecimento do Córrego Bom Jardim. São 2.560 metros de tubulação, implantadas ao longo da Rodovia João Edenor Tasca. Sua função será conduzir toda a água bruta do sistema de abastecimento da região leste até a Represa 1 “João Gasparini”, interligada com a ETA 1, onde acontece o tratamento antes da oferta para a população. 

Com investimento de cerca de R$ 12 milhões, o valor contempla todo o sistema de tubulação, troca do sistema de bombas, novo padrão de energia, entre outras questões técnicas, e também o recapeamento da Rodovia João Edenor Tasca, considerando os danos necessários no asfalto, e em alguns pontos da calçada, para a implantação do sistema.

A nova adutora vem completar o sistema de abastecimento da região leste de Vinhedo. Em janeiro desde ano a Prefeitura deu início às obras de implantação da Represa 5, na região do bairro dos Torres, com capacidade para armazenar 90 milhões de litros de água. A lagoa está sendo construída a 600 metros da atual captação do córrego Bom Jardim e receberá contribuição de água dos córregos Santa Fé e Bom Jardim. 

Atualmente, já existe uma tubulação em parte do trecho que conduz a água do Bom Jardim, a partir da estação elevatória, até próximo ao portal do Cristo. De lá, essa água desce em gravidade, pela terra, o que faz com que parte dos atuais 200 mil litros captados por hora se perca na permeabilidade do solo, principalmente em período de estiagem, e o que chega até a Represa, acaba colaborando para o seu assoreamento, diminuindo a capacidade de reserva de água bruta do local.

Em paralelo a isso, a Prefeitura de Vinhedo já vem fazendo o trabalho de desassoreamento da Represa 1 “João Gasparini”, iniciado em julho passado, com conclusão até a metade deste ano.

Represa 5

A nova represa teve as obras iniciadas no dia 11 de janeiro, com previsão de conclusão em 12 meses. Nas últimas semanas o talude vem recebendo a contenção com pedras, fazendo com que a área ganhe forma e ainda garanta a sustentação de todo barramento que vai represar a água. Além disso, canaletas já foram instaladas no entorno, para facilitar o escoamento da água da chuva e placas de grama já estão sendo plantadas e que também ajudarão a conter a erosão do solo.

A obra está estimada em R$ 14 milhões e faz parte do pacote de investimentos em sustentabilidade hídrica, o maior da história de Vinhedo.

Em 2022 a Prefeitura de Vinhedo entregou a represa IV. Mas, até então, foram 43 anos sem grandes investimentos na estrutura para aumento da oferta de água bruta. As últimas represas da cidade, a 2 a 3, datam de antes de 1980, época em que Vinhedo tinha cerca de 15 mil habitantes, bem diferente dos quase 80 mil de hoje.


ETAs 2 e 3
Entre as ações também está a ampliação da ETA 2, Estação de Tratamento de Água localizada no Jardim Santa Cândida, na região da Capela. Praticamente será um novo dispositivo que, somado à atual realidade da ETA, vai elevar de 50 para 150 litros por segundo a capacidade de tratamento de água, ou 540 mil litros por hora.

Além disso, a Prefeitura de Vinhedo também dará início à construção de um novo reservatório, que estará no Jardim Florido, e com capacidade de 1 milhão de litros de armazenamento, que será construído no próximo ano, a partir do aumento da capacidade de tratamento da ETA 2.

Também estão nos investimentos a retomada da ETA 3, localizada no São Joaquim, e que mesmo após sua conclusão, em 2017, nunca entrou em operação por problemas técnicos.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia