Prefeito Dr. Dario protocola projeto de aquisição de área para criação da Represa IV

Comunicado – A Sanebavi informa que foi adiada a limpeza dos reservatórios da Boiada e Alpes
Sanebavi realiza obras de setorização para redução de perdas de água

Represa IV vai ampliar a capacidade hídrica na região mais populosa da cidade, o Bairro da Capela8k

O prefeito de Vinhedo, Dario Pacheco, protocolou, nesta quarta-feira (27), projeto de lei na Câmara Municipal que dispõe sobre a autorização da Prefeitura para a aquisição de área de 72.800 metros quadrados entre Vinhedo e Itupeva, próximo à Estação de Tratamento de Água (ETA) da Capela, para criação da Represa IV. O projeto deverá ser apreciado pelos vereadores nesta sexta-feira, 29, em sessão extraordinária e, se aprovado, vai ampliar a capacidade hídrica da região mais populosa da cidade, o Bairro da Capela, e evitar a falta de água. “Há 43 anos Vinhedo não investe em uma nova represa. Em 1979, quando foi construída as represas II e III, a cidade possuía cerca de 15 mil habitantes, agora ultrapassamos 80 mil. É um momento histórico para a cidade, sobretudo ao bairro da Capela e adjacências, que terão sua sustentabilidade hídrica garantida”, destacou dr. Dario. “Essa não será a única represa que iremos fazer, pretendemos, até o final do mandato, construir a quinta represa no município para atender a outra parte da cidade e evitar que os moradores sofram com a falta de água, além de outros projetos que já estão em andamento”, afirmou. A Prefeitura já conseguiu a outorga de 40 m³/h do DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica), para captação de água no local. A autorização foi publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 2 de abril e irá contribuir para o abastecimento da ETA 2, que atende atualmente 21.059 habitantes. Segundo o superintendente da Sanebavi, Jaderson Spina, a nova represa possui 152.500m³, conforme batimetria realizada em 2020, capacidade equivalente a 92% da Represa I (165.500 m³), 52% da Represa II (291.800 m³) e quatro vezes maior que a Represa III (40.000m³). “Será um incremento importante para atender à região da ETA 2, sobretudo em época de estiagem, quando há uma redução de 40% na disponibilidade hídrica do local”, destacou Spina. A nova represa já foi utilizada pelo município, de forma emergencial, nos cenários de estiagem em 2014 e, mais recentemente, em 2020 e 2021, o que evitou que a região da Capela fizesse parte do rodízio preventivo de água adotado no ano passado pela Sanebavi. De acordo com o projeto encaminhado à Câmara, a Prefeitura vai adquirir a área por R$ 4,2 milhões, a serem pagos com recursos municipais. “Em gestões passadas essa mesma área tentou ser adquirida por um valor muito superior ao valor ora comercializado, o laudo técnico anterior ditava a cifra de mais de R$ 7 milhões, ante os R$ 4 milhões que ora finaliza a compra pelo município”, citou o prefeito no texto. Visita Uma comitiva composta pelo prefeito Dr. Dario, superintendente da Sanebavi, Jaderson Spina, e equipe técnica, além do presidente da Câmara, Nilton Braguetto, vereadores Inês Diogo, Márcio Melle, Mazinho, Paulinho Palmeira, Pastor Léo Fernandes, Rodrigo Luglio, Rubens Nunes, Val Souza e Tiago de Paula, realizou uma visita técnica ao local na manhã desta quarta-feira (27). Os vereadores puderam tirar dúvidas com a equipe técnica da Sanebavi e conhecer os planos para a área. “Desde a década de 70 não evoluímos nada em relação à reserva bruta de água para o município, vejo que esta administração está se preocupando muito com a questão dos recursos hídricos e com a qualidade da população vinhedense”, destacou o presidente do Legislativo, Nilton Braguetto.