Superintendente da Sanebavi apresenta ao prefeito Jaime Cruz as metas de saneamento para 2016

Sanebavi realiza limpeza dos reservatórios na ETA II e Vila Hí­pica no próximo dia 26
15 de março de 2018
Obras de pavimentação continuam no Distrito Industrial
15 de março de 2018

Os projetos da Sanebavi  para 2016 e as obras que serão entregues à população no primeiro semestre deste ano estiveram na pauta da reunião realizada pelo Superintendente  Danilo Ferraz com  o prefeito Jaime Cruz , na manhã da  sexta-feira, dia 15. O encontro, que foi acompanhado pelo secretário de Governo, Adriano Corazzari,  contou com a participação de engenheiros, diretores e técnicos da autarquia que fizeram uma explanação sobre  as diretrizes e os muitos investimentos em infraestrutura  que estão sendo feitos em Vinhedo na área de saneamento. 

 

A construção de mais uma Estação de Tratamento de Água em Vinhedo – a ETA São Joaquim, com capacidade para tratar até 720m³/h, a ampliação da ETA Santa Cândida e da  ETE Capivari estão entre as obras de grande impacto que entrarão em funcionamento nos próximos meses. Também com previsão de entrega até o meio deste ano estão outras importantes obras, como a implantação de redes coletoras de esgoto para os loteamentos Altos do Morumbi – que está em fase final, e  Colinas de San Diego, que encontra-se com 80% da implantação efetuada. A  colocação da rede de água e esgoto nos bairros Santa Claudina e  Nova Vinhedo já estão na reta final  e,  no Distrito Industrial, as obras prosseguirão até o início do segundo semestre .

 

Reservação 

 

Vinhedo vem se estruturando e buscando soluções para minimizar os problemas com a falta d´água, principalmente com  a crise hídrica acentuada nesta região. Depois da construção do reservatório de 2 milhões de litros na Estrada da Boiada, a intenção da Sanebavi  agora é a construção de outros reservatórios para água tratada e disponibilizar novos locais para armazenagem de água bruta. “Estamos desenvolvendo diversos estudos para estocagem de água no município e analisando a possibilidade da construção de novos reservatórios e de mais represas”, revelou  o Superintendente da Sanebavi, Danilo Ferraz.   Ele afirmou ainda que muito já foi conquistado para a melhoria dos serviços de saneamento nesses últimos anos e que para 2016 não será diferente. “Estabelecemos novos desafios e metas que vão desde  intensificar a diminuição de perdas físicas de água na distribuição, como também desenvolver meios  para o aumento na oferta de água tratada, principalmente na região da Capela onde o atual sistema de reservação  está trabalhando no seu limite de capacidade”, disse.    

 

Atualmente,  a região da Capela  representa 25,20% do consumo do município, o que equivale a  cerca de 94.662.000 litros de água por mês. Com aproximadamente 6.158 ligações de água, o bairro está  em constante expansão  o que  sobrecarrega o sistema atual.  Para adequar  essa realidade, a autarquia  pretende,  além de construir novos reservatórios  e novas redes adutoras, também realizar  a reforma do reservatório existente na Rua Ourinhos, no Condomínio Marambaia, com capacidade para 230.000 litros. “Essa cisterna  novamente em operação vai contribuir  para o abastecimento daquela região”, argumentou o Superintendente.  

 

Troca de redes

 

Dentre as iniciativas de maior importância que foram realizadas pela autarquia está a troca da rede de água e esgoto executada num total de 42.042 metros abrangendo cerca de 14 bairros do município “Nesses locais as tubulações eram muito antigas, feitas com canos de cimento amianto, que devido ao desgaste e tempo de uso apresentavam muitas rachaduras e rompimentos gerando um grande percentual de perda de água tratada.  Todo esse trabalho de troca e adequação de rede foi fundamental no período de estiagem  amenizando o impacto da crise hídrica sobre a população de Vinhedo”, explicou o diretor de projetos da Sanebavi, Miguel Alioto.  

 

Para intensificar a diminuição das perdas de água, a Sanebavi  está realizando a substituição dos hidrômetros com mais de cinco anos , adequando as zonas de pressão e fazendo a implantação de macromedidores. De acordo com Alioto,  no passado o município já chegou a ter cerca de 50%  da água desperdiçada com sistema de distribuição precário  “Estamos evoluindo muito com a questão das perdas de água já que houve um tempo em que se perdia quase a metade do que era tratado e distribuído. Conseguimos mudar esta realidade. Em 2015 esse índice caiu para a marca de 34% e estamos trabalhando incansavelmente para que  ele atinja seu patamar mínimo, que é de 25% até 2030, conforme a meta estabelecida pelo PMSB (Plano Municipal de Saneamento Básico)”, afirmou.

 

Com total apoio às questões da saúde pública e melhoria da qualidade de vida da população , o prefeito Jaime Cruz ressaltou a importância da integração do governo municipal com a autarquia  “Sanebavi e Prefeitura andam juntas por isso  Vinhedo está no topo em infraestrutura e estamos sempre em busca do que é melhor para o nosso povo. Estamos investindo em mecanismos que serão usados hoje e nos próximos 20 anos beneficiando também as futuras gerações”, afirmou o prefeito.

 

 

 
Tamanho da fonte
Contraste