Superintendente da Sanebavi acompanha iní­cio dos trabalhos de pesquisa e detecção de vazamentos não visí­veis

Montagem do domo de alumí­nio do novo reservatório de 2 milhões de litros
15 de março de 2018
Trabalhos de interligação entre os reservatórios da Estrada da Boiada
15 de março de 2018

O início dos trabalhos de pesquisa e detecção de vazamentos não visíveis na rede de água foi acompanhado pelo Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica, na manhã desta terça-feira, 13, nas ruas do condomínio Jardim Paulista I, o primeiro local escolhido para a realização do serviço. 

 

O serviço será executado em todo o município no prazo de 12 meses após a assinatura de convênio junto ao FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) que repassou ao município R$ 2,6 milhões em recursos, com contrapartida de 15% do município, para serem investidos no combate às perdas e que incluem o serviço de pesquisa e detecção de vazamentos não visíveis e a adequação da rede de água na Nova Vinhedo (detalhes abaixo).

 

“O serviço de detecção de vazamentos não visíveis vem complementar o trabalho de combate às perdas que já vínhamos desenvolvendo em Vinhedo nos últimos anos. Trabalhando com seriedade, nós conseguimos reduzir um índice de perdas que estava em 47%, no início de 2009 para cerca 30%. E agora, com a adoção desse projeto de caça vazamento, nós conseguiremos identificar os locais com problemas com mais agilidade para preservar a água que é de extrema importância para todos nós”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.  

 

A identificação dos pontos com vazamentos não visíveis será feita pelos equipamentos conhecidos como geofones. O técnico fará uma primeira análise da rede de água até os ramais de ligação com o geofone mecânico para identificar possíveis pontos de vazamentos e depois realizar uma avaliação precisa desses locais com o geofone eletrônico.  

 

Constatado o vazamento não visível, o local será marcado e uma ordem de serviço será aberta pela Sanebavi para que o conserto seja realizado.

 

“Nos últimos anos, estamos realizando uma série de ações para garantir o abastecimento de água com qualidade para a população, investindo em equipamentos e tecnologia para controlar as perdas físicas de água, combatendo as ações de fraudes e vazamentos não visíveis.”, afirma o prefeito Jaime Cruz.

 

Adequação de rede na Nova Vinhedo

 

A adequação da rede de água na Nova Vinhedo é o outro projeto aprovado pela FEHIDRO e que está contemplado no convênio de R$ 2,6 milhões. 

 

No entanto, para emitir a ordem de serviços para o início das obras, a Sanebavi aguarda a aprovação da CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), agente técnico responsável pela análise do processo pós-licitação e órgão ligado à Secretaria do Meio Ambiente do Governo do Estado. 

 

A adequação da rede de água na Nova Vinhedo está orçada em R$ 2.033.942,56 e prevê a substituição da rede em cimento amianto para tubos de PVC e de ferro fundido em uma extensão de 6.174 metros, diminuindo as perdas de água tratada ocasionados por vazamentos e melhorando a distribuição de água para a população. 

 

Neste projeto também está contemplado a reforma do reservatório de 800 mil litros da Nova Vinhedo. Depois que toda a rede for substituída, ele será esvaziado para ser reformado e impermeabilizado.   

 

 

 

 

 

Tamanho da fonte
Contraste