Sanebavi subsidia tarifa de água e esgoto até 15 m³ em Vinhedo

Jardim São Thomé pode ficar sem água neste domingo
15 de março de 2018
Manutenção na rede elétrica pode prejudicar o abastecimento de água para a Capela nesta quinta-feira, 27
15 de março de 2018

As tarifas de água e esgoto em Vinhedo são subsidiadas pela Sanebavi (Saneamento Básico Vinhedo) para os consumidores que se enquadram nas duas primeiras faixas de consumo: de 0 a 10 e de 11 a 15 m³.  

 

Juntas, essas duas faixas somam 10.112 ligações, que corresponde a 47% das ligações ativas de Vinhedo.

 

Hoje para a Sanebavi cobrir o custo do tratamento por m³ de água e esgoto a tarifa é de R$ 4,37. No entanto, esse valor não é cobrado integralmente para os consumidores que se enquadram nas duas primeiras faixas de consumo, ou seja, até 15 m³.

 

Quem consome, por exemplo, o mínimo de água (10 m³) paga R$ 3,39 por cada m³, com um subsídio de R$ 0,98 por m³. Já quem se enquadra na segunda faixa de consumo, entre 11 e 15 m³, o valor subsidiado por m³ pela Sanebavi é de R$ 0,52.

 

“Essas duas faixas pagam uma tarifa por m³ abaixo da que seria necessário para cobrir os gastos pelo tratamento. Mesmo com a redução da faixa de consumo de 12 para 10 m³, a Sanebavi está beneficiando quem consome menos água, estimulando o consumo consciente”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

 

Na Capela, região com maior adensamento populacional de Vinhedo, das 4.938 ligações ativas, 2.154 são beneficiadas com o subsídio na tarifa de água, índice que representa 43% das ligações existentes. (Conforme tabela ‘Faixa de Consumo’, abaixo)

 

""

 

“As famílias que consomem, por exemplo, até 10 m³ por mês tem um subsídio mensal de R$ 9,80 na conta. Ou seja, ao invés de pagar uma conta de R$ 43,70, paga-se R$ 33,89. Essa economia se torna uma quantia considerável no final do ano e que pode ser utilizada para outras finalidades”, afirma o prefeito de Vinhedo, Milton Serafim.     

 
Tamanho da fonte
Contraste