Sanebavi recomenda o uso racional de água no perí­odo de estiagem

Rompimento de adutora interrompe o fornecimento de água em Vinhedo
15 de março de 2018
Audiência Pública – Plano Municipal de Saneamento Básico
15 de março de 2018

Sem chuvas há mais de 40 dias o nível dos rios de onde se capta a água bruta para tratamento diminuiu em toda a região.

E até que esse período de estiagem termine, a população pode contribuir usando a água de forma racional.  

“Se cada um fizer a sua parte, não lavando, por exemplo, veículos e quintais, é possível evitar o desperdício e passar por esse período sem que ocorra a falta ou o racionamento de água para o município. O mais importante agora é que todos tenham a consciência do problema ”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

A captação de água continua dentro do volume permitido. Durante os meses de estiagem (entre junho e outubro), a Sanebavi  (Saneamento Básico Vinhedo) pode captar um volume de até 935 m³/h de água em todo o sistema.

Apesar de a captação estar dentro da normalidade, a quantidade de água armazenada nos reservatórios diminuiu, e em alguns momentos do dia a reservação fica no limite.

“Nos últimos dez dias o consumo de água no período da tarde aumentou consideravelmente por causa do calor excessivo e do tempo seco. Com isso, os reservatórios só conseguem voltar ao normal depois das dez horas da noite quando o consumo diminui. É isso que vem garantindo o abastecimento durante o dia”, afirma Canjica.

Além da escassez de água, o calor dos últimos dias levou muitas cidades a decretarem Estado de Atenção por causa da baixa umidade relativa do ar. Vinhedo, na semana passada, ficou três dias em Estado de Atenção e um em Estado de Alerta por causa dos baixos índices da umidade do ar.

A recomendação nesses casos é evitar atividades ao ar livre e ingerir bastante líquido para manter o organismo hidratado.  Outra alternativa para amenizar os efeitos do tempo seco é manter os ambientes da casa umidificados.

 

Tamanho da fonte
Contraste