Prefeito Jaime Cruz e Superintendente da Sanebavi acompanham andamento das obras em saneamento

ETA São Joaquim continua recebendo ajustes finais
15 de março de 2018
Superintendente da Sanebavi acompanha início dos trabalhos de adequação da rede de água na Nova Vinhedo
15 de março de 2018

O prefeito de Vinhedo, Jaime Cruz, e o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica, visitaram na manhã desta quinta-feira, 19, as obras em andamento na área de saneamento básico do município.

 

Todas as obras que vão proporcionar o desenvolvimento de Vinhedo nos próximos anos começaram a ser executadas no município bem antes da crise hídrica que vem afetando o Estado de São Paulo e outros Estados do país. 

 

“Sempre trabalhamos com planejamento pensando no desenvolvimento de Vinhedo para as futuras gerações. Com a terceira estação de tratamento de água e com o novo reservatório para dois milhões de litros de água tratada, por exemplo, nós teremos condições de utilizar a outorga máxima de captação no rio Capivari e armazenar mais água para atender a população. Só nos reservatórios do Sistema da Boiada, teremos condições de armazenar 3,4 milhões de litros de água”, afirma o Prefeito Jaime Cruz. 

 

Durante a visita, o prefeito acompanhou a evolução das obras de construção da terceira estação de tratamento de água de Vinhedo que vai funcionar dentro do condomínio São Joaquim, os preparativos finais de interligação entre os reservatórios da Estrada da Boiada, que inclui o novo reservatório com capacidade para dois milhões de litros de água tratada e conferiu também a reta final dos trabalhos de construção do novo prédio do departamento operacional da Sanebavi.

 

“Com essa nova estrutura, os funcionários terão um ambiente melhor, com iluminação natural, espaços arejados e confortáveis que vão proporcionar um grande bem estar para todos”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

 

Detalhes das obras   

 

ETA 3 – São Joaquim – A terceira estação de tratamento de água de Vinhedo, em construção dentro do condomínio São Joaquim, continua recebendo os ajustes finais para que a estação fique pronta para entrar em operação até o mês de Maio.

 

Estão em andamento as últimas interligações das tubulações e registros entre os tanques e os módulos de tratamento, os ajustes nas comportas e a instalação dos painéis elétricos. O novo tanque, criado para armazenar a água bruta do rio Capivari, já foi concluído e está recebendo as placas de concreto nas laterais. A área também já foi toda cercada por muros e os portões de acesso foram instalados.   

 

Depois de finalizada, a estação terá capacidade para tratar até 720 m³/h de água, beneficiando os bairros Altos do Morumbi, Vida Nova 1, Eldorado e Vila Savian que sofrem problemas de falta de pressão na rede. O abastecimento de água será feito com uma rede subadutora implantada ao longo da estrada da Capela.

 

Interligação dos reservatórios da Estrada da Boiada – Os trabalhos de interligação entre o novo reservatório de dois milhões de litros e o de um milhão de litros com a rede adutora já estão na reta final na Estrada da Boiada.

 

Após concluir a interligação entre os dois reservatórios e a rede de distribuição de água, a Sanebavi (Saneamento Básico Vinhedo) iniciou nesta semana os trabalhos de interligação entre as redes adutoras da ETA 1, no Jardim Planalto, e ETA 3, no São Joaquim, com os reservatórios do sistema da Boiada.

 

Nos próximos dias, ele começara a ser abastecido aos poucos, em fase de teste, para que depois possa ser colocado em operação para atender a população. 

 

O interior do reservatório já foi limpo e impermeabilizado. Para manter o abastecimento normal do reservatório de um milhão de litros enquanto os trabalhos são realizados, uma rede provisória foi instalada e interligada a rede adutora responsável pelo envio da água da estação de tratamento para os reservatórios.

 

Os reservatórios do Sistema da Boiada são responsáveis pelo abastecimento de 20 bairros de Vinhedo. 

 

O novo reservatório de dois milhões de litros tem estrutura lateral costado a partir de chapas de aço vitrificado por processo de aparafusamento, teto em domo de alumínio e diâmetro interno de 22,6 metros.

 

Novo  prédio do departamento operacional- Construído com o intuito de proporcionar um ambiente melhor para os funcionários, o novo prédio do setor operacional da Sanebavi está recebendo os acabamentos finais na parte interna e externa.  

 

Todas as janelas e portas já foram instaladas na cozinha, refeitório e demais ambientes do prédio. O piso e azulejos também já foram colocados em todos os cômodos. Os trabalhos estão concentrados agora na finalização dos vestiários e banheiros com a colocação de chuveiros e vasos sanitários.

 

A nova estrutura do setor operacional será construída em duas etapas: a primeira prevê a construção da ala administrativa, vestiários, cozinha e refeitório. Na segunda etapa, no piso superior, será construída a ala para o departamento de hidrometria, controle de perdas e os laboratórios físico-químico e bacteriológico para análise da água.

 

A nova estrutura do prédio foi projetada para atender o numero de trabalhadores que a autarquia possui no setor operacional. O refeitório terá uma área cinco vezes maior que o espaço atual e toda a estrutura está adaptada para deficientes físicos.

 

Os vestiários masculino e feminino terão sete chuveiros, cinco vasos sanitários, sendo um adaptado para deficientes e espaço para a instalação de armários.  

 

 

Tamanho da fonte
Contraste