Prefeito Jaime Cruz e Superintende da Sanebavi detalham investimento de R$ 27 milhões em reunião na AEVI

Sanebavi prossegue com os ajustes finais na terceira estação de tratamento de água de Vinhedo
15 de março de 2018
Obras de finalização da ETA 3 seguem em andamento no São Joaquim
15 de março de 2018

O Prefeito Jaime Cruz esteve na sede da Associação Empresarial de Vinhedo (AEVI) para anunciar o andamento do processo de obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário na região do Distrito Industrial, que compõem um projeto maior que incluirá um trabalho socioambiental no município, e que será concretizado com a verba de R$ 27 milhões, com contrapartida de 15% do município, liberados pela Caixa Econômica Federal por meio do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento).

 

O secretário de Indústria, Comércio e Agricultura, Eliazar Ceccon, e o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica, acompanharam o prefeito, que foi recebido pelo presidente da AEVI, Geraldo Goldschmidt, e também pelo consultor de negócios da entidade, Renato Lima, a secretária executiva da AEVI, Sandra Oliveira, o conselheiro administrativo Marco Pilão e Mário Cerullo, gerente da empresa Coim. “Gosto de vir com frequência ao distrito industrial e visitar as empresas, assim como a AEVI, principalmente para trazer boas notícias”, disse o prefeito.

 

Jaime Cruz anunciou que a licitação para as obras de água e esgoto no local já foi publicada no Boletim Oficial do Município e que no dia 14 de abril serão abertos os envelopes com as propostas das empresas interessadas em executar a obra. “Acreditamos que no final de abril já daremos a ordem de serviço para o início da execução do trabalho que deve durar, no máximo, 24 meses”, afirmou o superintendente da Senebavi.

 

Odair Seraphim, o Canjica, ressaltou também que o projeto socioambiental que será desenvolvido nos bairros beneficiados com obras é uma exigência do PAC e que está caminhando. “Teremos palestras socioeducativas, a contratação de profissionais e também o desenvolvimento de uma cartilha informativa”, completou.

 

Sandra Oliveira, que também é gerente de Recursos Humanos da Omron, sugeriu que seja estudada uma parceira para a capacitação de pessoas com deficiência, o que também ajudaria as empresas locais a cumprir a cota sugerida por lei. “Já estamos estudando projetos com o intuito de preparar as pessoas com deficiência para o mercado de trabalho”, afirmou o secretário Eliazar Ceccon.

 

Jaime falou também sobre as obras para melhorar o acesso e favorecer o fluxo de veículos na região e, atendendo a uma solicitação do presidente da AEVI, informou que se reunirá com proprietários da empresa de ônibus que atende o município para encontrar soluções em relação às reclamações quanto ao não atendimento da demanda dos trabalhadores.

 

Detalhes do investimento 

 

Os recursos liberados após a assinatura de convênio com a Caixa serão aplicados na implantação de 19 km da rede coletora de esgoto doméstico do Distrito Industrial, na construção de estações elevatórias e emissários de esgoto para os bairros Altos do Morumbi, Colinas de São Diego, Vila Fontaine e São Joaquim, além da ampliação da estação de tratamento de água do Jardim Santa Cândida (ETA 2) e da expansão da rede de distribuição para o Distrito Industrial, que será abastecido pela ETA 3 em construção no São Joaquim.

 

O projeto de esgotamento sanitário doméstico para o Distrito Industrial atende uma exigência da CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) que vem cobrando das empresas instaladas o tratamento do esgoto

 

Tamanho da fonte
Contraste