Sanebavi inicia projeto arquitetônico para barreira acústica e visual na ETA 3

Superintendente da Sanebavi conhece tecnologia de tratamento de água utilizada na cidade de Indaiatuba
17 de maio de 2017
Sanebavi assina termo de Cooperação Técnica para ações de melhorias da qualidade do Rio Capivari
22 de maio de 2017

Nesta semana, a Sanebavi deu início à elaboração do projeto arquitetônico e estrutural para instalação de uma barreira acústica e visual na Estação de Tratamento de Água – ETA 3 Capivari. A medida atende as exigências contidas no Termo de Ajustamento de Conduta – TAC firmado entre o  Mistério Público, Condomínio São Joaquim e Sanebavi, que prevê ações para minimizar os impactos das instalações aos moradores do entorno da estação. 

 

O projeto está sendo desenvolvido com base no Laudo de Avaliação de Ruídos realizado por uma empresa técnica especializada contratada pela autarquia, o qual aponta como pontos a serem adequados, a área da passarela do laboratório e os locais de circulação de operadores e funcionários. “As adaptações proporcionarão mais conforto e privacidade aos residentes próximos”, afirmou o superintendente da Sanebavi, Danilo Ferraz.

 

Durante todo o mês de setembro do ano passado, as equipes técnicas fizeram visitas a campo para medição dos níveis de ruído em período diurno e noturno e verificação das  condições de instalação das unidades de tratamento implantadas. Após a realização das inspeções e com a emissão de laudos  técnicos foi possível identificar os locais mais críticos e definir os ajustes  para atendimento do TAC.

 

Desta forma, será feita uma barreira acústica e visual em estrutura metálica e fechamento em telhas termoacústicas, com aproximadamente 28 metros de comprimento e 2 metros de altura, que será instalada sobre a estrutura de concreto armado onde ficam os tanques da Estação. A estrutura metálica é composta por perfis metálicos que serão pintados na cor verde colonial integrando o sistema ao paisagismo, diminuindo as interferências visuais.

 

Uma segunda barreira será feita com gradil metálico de  aproximadamente 54 metros de comprimento  e 4 metros de altura acima do muro já existente no local.  Esse brise também será pintado na cor verde colonial complementando a proposta de integração das instalações.  

 

Todas as bombas das elevatórias, misturadores e dosadores de produtos já estão em locais totalmente fechados com alvenaria estrutural, laje em concreto nas coberturas e apenas pequenos elementos vazados para passagem de ar com a função de evitar o superaquecimento dos equipamentos mecânicos. 

 

Com relação a proteção acústica do entorno da ETA, os portões principais de acesso com grades vazadas serão fechados com chapas e  o paisagismo foi realizado pela Sanebavi a partir da opinião e aprovação de uma comissão de moradores do Condomínio São Joaquim. Mais de 12 tipos de plantas compõem o projeto paisagístico desenvolvido com o objetivo de atenuar os efeitos sonoros  e visuais. 

 

 “Mais do que promover o conforto auditivo para os moradores do entorno da ETA 3, procuramos  através do paisagismo integrar a estrutura ao residencial,  causando o mínimo de transtorno possível ”, afirma Danilo Ferraz.

 

Tamanho da fonte
Contraste