Prefeitura prorroga Operação Estiagem por mais 120 dias e reforça a importância do uso de consciente da água

PROBLEMAS NA ETE LOUVEIRA PODERÃO PREJUDICAR O ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM VINHEDO
9 de setembro de 2020
Baixos níveis dos reservatórios podem prejudicar o abastecimento de água neste final de semana
18 de setembro de 2020

A Prefeitura de Vinhedo, por meio da autarquia Sanebavi, prorrogou a Operação Estiagem por mais 120 dias. No período de novembro de 2019 a setembro deste ano, o volume de chuva registrado é 8,5% menor que de novembro de 2018 e setembro de 2019. Desta forma, a Administração Municipal reforça as medidas de incentivo ao uso consciente de água e mantém as punições para o caso de infrações.   

“O uso consciente de água é importante em qualquer época do ano, mas durante a estiagem é fundamental. Precisamos da colaboração de todos para preservar e utilizar esse bem tão precioso com inteligência, sem desperdício”, destacou o prefeito Jaime Cruz.    

Somente no mês de agosto deste ano foram consumidos 68,2 milhões de litros a mais do que o mesmo mês de 2019.  

O consumo elevado se apresenta também por todo o ano. De fevereiro a agosto de 2020 o município já utilizou 313,8 milhões de litros a mais que o ano passado, caracterizando o segundo maior consumo de água dos últimos tempos.    

O Decreto 216, de 10 de setembro, divulgado no Boletim Municipal desta quinta-feira, 17, mantém a proibição de utilizar água distribuída pela Sanebavi e de fontes privadas para molhar gramas ou jardins, lavar calçadas, ruas, varandas, pátios ou quintais e veículos. Os estabelecimentos lava-jatos deverão possuir sistema que reduza o consumo de água tratada ou que permita a reutilização.    

Além das proibições citadas, o decreto também prevê a possibilidade de requisição administrativa de recursos hídricos particulares e imóveis que possuam em seus limites lagos, nascentes e outras formações aquíferas para atender as necessidades de abastecimento do município.    

Em caso de descumprimento o usuário será multado. O valor corresponde a uma vez o valor do preço público da ligação de água vigente ao período da infração, hoje em R$ 523,26. Estarão dispensados da multa os casos em que forem constatados no ato da fiscalização a utilização de água de reuso.    

Neste período crítico, a orientação é para que todos utilizem a água apenas para as necessidades básicas (higiene pessoal, preparo de comida, lavagem de roupas e utensílios).    

“Tais medidas estão sendo tomadas para que não precisemos racionar o fornecimento da água. Estamos trabalhando firme para manter o abastecimento normal em todas as regiões da cidade, mas precisamos contar com o bom senso da população nesse período de seca”, afirmou a superintendente da Sanebavi, Andréa Campos.     

A Sanebavi tem investido constantemente em melhorias na área de Saneamento Básico. Recentemente um novo reservatório de 1 milhão de litros foi entregue no Jardim Florido, que dobra a capacidade de armazenamento da região, e ainda a readequação e ampliação da ETE Pinheirinho, que atenderá 63 mil pessoas, um aumento superior a 50% no tratamento de esgoto.    

O desperdício de água pode ser denunciado através dos telefones 0800 774 7123 ou (19) 3876-9880 e ainda, através de e-mail: fiscalização@sanebavi.com.br. Confira algumas ações simples, adotadas no dia a dia que contribuem para o uso racional da água:    

• Mantenha a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba. A economia pode chegar a 80 litros.  

• Tome banhos rápidos de até cinco minutos.  

• Não utilize a descarga sem necessidade. São consumidos 20 litros de água por acionamento.  

• Só ligue a máquina de lavar louça ou roupa quando for usar toda a capacidade dela.  

• Feche a torneira enquanto esfrega a roupa no tanque.  

• Preste atenção no hidrômetro: quando girar sem consumo de água é indício de vazamento.  

• Reutilize a água sempre que possível.

Tamanho da fonte
Contraste