Sanebavi testa projeto inovador de controle de desperdício de água desenvolvido por estudantes do SESI

Revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico será discutida na quinta-feira, 7, durante Audiência Pública no Ceprovi
4 de junho de 2018
Manutenção nos poços profundos de Vinhedo
12 de junho de 2018

Sistema pode reduzir em até 30% o volume de água utilizado na fonte proveniente de poço artesiano

A Sanebavi iniciou nesta terça-feira, dia 5, os testes de um projeto inovador desenvolvido por estudantes do SESI. O protótipo de um dispositivo eletrônico de controle do desperdício de água foi instalado na fonte do poço artesiano que fica próximo à Represa I, onde os moradores enchem seus galões com água potável.

“Temos trabalhado de forma intensa para reduzir as perdas de água tratada em Vinhedo, com avanços muito significativos nos últimos anos, e uma iniciativa como essa vem de encontro aos nossos anseios. Esses estudantes estão de parabéns”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

O sistema permite que os usuários escolham entre as opções de 2, 5, 10 ou 20 litros, tamanho padrão dos galões levados pelos moradores. Apertando o respectivo botão, a fonte dispensa exatamente a quantidade de água selecionada, sem que ocorra o transbordamento do vasilhame e consequente desperdício de água tratada, principalmente para aqueles que levam mais de um recipiente.

O sistema foi instalado por um grupo de nove estudantes do Sesi, selecionados do 6º ao 9º anos, sob a supervisão do professor de robótica da instituição, Fagner Diniz Benedito, e com acompanhamento da equipe técnica da Sanebavi, que realizou as instalações elétricas e hidráulicas necessárias.

Esse sistema começou a ser desenvolvido no ano passado pelos estudantes, que disputaram uma competição internacional, sendo o projeto um dos destaques. Em contato com a Sanebavi, ainda em 2017, os alunos relataram a necessidade de um local para testar o sistema, e a autarquia, considerando a importância do projeto, colocou-se à disposição.

Agora que o protótipo ficou pronto, foi instalado em fase de testes, sem nenhum custo para o município. “Com esse dispositivo, a economia de água na fonte poderá chegar a 20%. Caso os testes sejam bem sucedidos, vamos analisar uma forma de estender o sistema para outras fontes do município”, completou o superintendente da Sanebavi, Ricardo Facchini Rodrigues.

Tamanho da fonte
Contraste