Superintendente da Sanebavi vistoria construção da estação elevatória no Marambaia

ETA 2
15 de março de 2018
Sanebavi distribuirá comunicado sobre o novo modelo da conta de água que será implantado a partir de maio
15 de março de 2018

A área dentro do condomínio Marambaia que vai receber a estação elevatória de esgoto já se transformou em um canteiro de obras.

 

Nesta quarta-feira, 17, o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica, acompanhou de perto o andamento dos trabalhos no terreno localizado na rua Igaratá.

 

A construtora responsável pela obra já demarcou o terreno antes de iniciar o rebaixamento do solo em cerca de 6,5 metros.

 

O condomínio Marambaia ainda funciona pelo sistema de fossas e tem o efluentes tratados pela Saneamento Básico Vinhedo (Sanebavi).

 

“A Estação Elevatória será responsável por levar o esgoto das residências até a ETE Capivari para tratamento. A rede coletora de 200 mm será instalada em uma extensão de 890 metros, entre o condomínio e a estação de tratamento de esgoto”, explica o prefeito de Vinhedo Milton Serafim.

 

Ao lado da estação também será construído o prédio do gerador. Tudo será fechado com muros e portão.

 

Todo o esgoto que chegar a estação vai passar por um gradeamento mecanizado para retenção de sólidos grosseiros e em seguida por uma caixa de areia, antes de ser direcionado para tratamento na ETE.

 

“Depois de pronta a estação elevatória terá capacidade de bombeamento de 280,8 m³/h de esgoto, beneficiando os cerca de 1.800 lotes existentes no condomínio e toda a região em torno do Marambaia, que faz divisa entre o centro a estrada da Capela”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

 

A obra está orçada em R$ 2.535.897,94, e a maior parte dos recursos (R$ 1.901.923,46) virá de repasse feito pela Caixa Econômica Federal/Consórcio PCJ. O valor de contrapartida da Sanebavi será de R$ 633.974,49.

 

O prazo de conclusão do serviço é de 12 meses. 

 

Tamanho da fonte
Contraste