Superintendente da Sanebavi acompanha montagem da cobertura do reservatório de 2 milhões de litros

Instalação de redutores de vazão nas escolas e creches municipais
15 de março de 2018
Construção do novo prédio do departamento operacional da Sanebavi
15 de março de 2018

O Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica, em visita as obras em andamento da autarquia, conferiu a montagem da cobertura do novo reservatório com capacidade para dois milhões de litros de água tratada em construção na estrada da Boiada.

 

A instalação do domo de alumínio foi concluída na última sexta-feira e os trabalhos na cobertura ainda prosseguem com a colocação das peças de acabamento da estrutura. Concluída essa etapa, terá início a montagem dos outros anéis do reservatório.

 

“Toda a estrutura do reservatório está sendo montada no solo e depois levantada por equipamentos hidráulicos. Agora faltam mais três anéis para que o reservatório fique pronto, nos dando condições de armazenar nos reservatórios do sistema da Boiada mais de três milhões de litros de água para atender a população”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

 

Os reservatórios do Sistema da Boiada são responsáveis pelo abastecimento de 20 bairros de Vinhedo. 

 

O novo reservatório de dois milhões de litros terá estrutura lateral costado a partir de chapas de aço vitrificado por processo de aparafusamento, teto em domo de alumínio e diâmetro interno de 22,6 metros.

 

“Estamos trazendo o que há de mais moderno em termos de armazenamento de água e com garantia de 30 anos”, afirma o Prefeito Jaime Cruz. 

 

Outros investimentos

 

Nos últimos anos, a Sanebavi vem trabalhando e realizando uma série de ações para melhorar a distribuição de água para todo o município. Desde o ano passado, os 36 reservatórios da cidade são acompanhados em tempo real 24 horas por dia, facilitando a adoção de medidas que garantam o abastecimento para todos os bairros.

 

Vinhedo também intensificou o programa de controle de perdas (troca e manutenções de redes, ações de combate a fraude e troca de hidrômetros) e conseguiu reduzir o índice para cerca de 30% em 2013. 

 

Também fazem parte das ações, a substituição da rede adutora de cimento amianto por tubos de ferro fundido da ETA 1 até os reservatórios da estrada da Boiada em uma extensão de 1.860 metros, a instalação de mais de 46 km de novas tubulações entre expansão e troca de rede, a implantação da linha de recalque de água bruta do sistema Bom Jardim para a represa I, a troca de 13 mil hidrômetros com mais de cinco anos de uso aferidos pelo Inmetro e a instalação de válvulas redutoras de pressão em pontos estratégicos do município para evitar sobrecarga e rompimento da rede.

 

Além disso, já está em construção dentro do condomínio São Joaquim a terceira estação de tratamento de água de Vinhedo que terá capacidade para tratar aproximadamente 720m³/h.  Toda a água tratada na ETA 3 vai ser enviada para os reservatórios da Estrada da Boiada por uma rede adutora com tubos de ferro fundido de 400 mm que já foi instalada entre os dois pontos em uma extensão de 2,3 km.

 

A ETA 3, também terá condições de complementar o abastecimento de água para a Capela com a implantação de uma rede subadutora pela estrada da Capela com tubos de ferro fundido de 250 mm em uma extensão total de 1800 metros entre a Casa Verde até a entrada da Capela.

 

A ETA 2, no Jardim Santa Cândida, também será ampliada, aumentando a capacidade de tratamento da estação para 300 m³/h, beneficiando a região da Capela que cresce a cada ano.

 

Liberação CETESB

 

A Sanebavi também aguarda a liberação por parte da CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) para emitir as ordens de serviço para a execução das obras de adequação da rede de água na Nova Vinhedo e da implantação do serviço de pesquisa e detecção de vazamentos não visíveis em todo o município. 

 

A adequação da rede de água na Nova Vinhedo está orçada em R$ 2.033.942,56 e prevê a substituição da rede em cimento amianto para tubos de PVC e de ferro fundido em uma extensão de 6.174 metros, diminuindo as perdas de água tratada ocasionados por vazamentos e melhorando a distribuição de água para a população. Neste projeto também está contemplado a reforma do reservatório de 800 mil litros da Nova Vinhedo. Depois que toda a rede for substituída, ele será esvaziado para ser reformado e impermeabilizado.   

 

Já a implantação do serviço de pesquisa e detecção de vazamentos não visíveis, que vai contemplar todo o município, está orçada em R$ 523.145,76.

 

 

 

Tamanho da fonte
Contraste