Sanebavi realizará diagnóstico socioterritorial do Distrito Industrial, beneficiado com recursos do PAC

ETA São Joaquim continua recebendo ajustes finais
15 de março de 2018
Superintendente da Sanebavi acompanha início dos trabalhos de adequação da rede de água na Nova Vinhedo
15 de março de 2018

Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 02, na sede da AEVI (Associação Empresarial de Vinhedo) o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica, informou ao Consultor de Negócios da Associação, Renato Lima, o andamento dos projetos de água e esgoto que serão realizados no Distrito Industrial com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que somam recursos na faixa de R$ 27 milhões e da necessidade da elaboração do diagnóstico socioterritorial do Distrito.

 

Para isso, as empresas instaladas na região precisarão preencher um questionário com informações simples, mas de fundamental importância para a identificação do perfil social e das necessidades existentes. A pesquisa é pré-requisito para que as obras sejam realizadas nos bairros contemplados. 

 

“Nós já estamos preparando o processo licitatório para darmos inicio às obras de água e esgoto a partir de maio. No entanto, temos a necessidade de fazer primeiro esse levantamento socioterritorial. Por isso, viemos pedir a contribuição da associação para que nos ajude a informar todos os empresários da necessidade do preenchimento do questionário para que as ações sociais sejam definidas e aconteçam durante a execução das obras”, explica o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

 

Além do Distrito Industrial, a pesquisa já foi realizada na Capela, Altos do Morumbi, São Joaquim, Vila Fontaine e Colinas de San Diego, bairros também beneficiados com o recurso de R$ 27 milhões do PAC.

 

As demandas levantadas nesses bairros já estão sendo finalizadas e uma nova audiência pública que irá acontecer no dia oito de abril, no Ceprovi, irá apresentar os resultados das pesquisas e as ações sociais que serão realizadas em cada setor.

 

“A implantação da rede de água e esgoto para o Distrito Industrial vai atrair novas empresas para o município, contribuindo para a geração de emprego e renda em Vinhedo. Além disso, o projeto de esgotamento sanitário doméstico para o Distrito Industrial atende uma exigência da CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) que cobra das empresas instaladas o tratamento do esgoto”, afirma o Prefeito Jaime Cruz.

 

Detalhes do investimento 

 

Os recursos na faixa de R$ 27 milhões liberados após a assinatura de convênio com a Caixa serão aplicados na implantação de 19 km da rede coletora de esgoto doméstico do Distrito Industrial, na construção de estações elevatórias e emissários de esgoto para os bairros Altos do Morumbi, Colinas de São Diego, Vila Fontaine e São Joaquim, além da ampliação da estação de tratamento de água do Jardim Santa Cândida (ETA 2) e da expansão da rede de distribuição para o Distrito Industrial que será abastecido pela ETA 3 em construção no São Joaquim.  

 

 

Tamanho da fonte
Contraste