Sanebavi atua em todo o municí­pio para normalizar o atendimento (Comunicado 08.03.2016)

Reservatório de água no bairro Nova Vinhedo recebe impermeabilização
15 de março de 2018
Sistema de adensamento de lodo começa a ser construí­do na ETA 3
15 de março de 2018

 

A chuva que caiu em Vinhedo na noite desta segunda-feira , 07, está entre as mais fortes  e volumosas registradas no município. De acordo com a Defesa Civil, Vinhedo, por estar localizada na jusante,  recebeu  grande quantidade de água vinda da cidade de Louveira, que  atingiu o índice de 83mm em menos de 2 horas, volume equivalente ao esperado para 5 dias de chuva. 

 

As equipes de emergência da Sanebavi (Saneamento Básico Vinhedo) desde às 20h da segunda-feira estão percorrendo os pontos mais críticos do município e juntamente com a Defesa Civil  organizaram diversas frentes de trabalho para recuperar os estragos ocasionados pelo temporal. 

 

Dentre as ações prioritárias da Sanebavi  está a normalização do abastecimento de água no bairro da Capela. A região foi uma das mais prejudicadas com a tempestade e o grande volume de água ocasionou, dentre outros problemas, o rompimento da rede de abastecimento de quatro polegadas no Jardim Eldorado deixando parte do bairro sem água. De acordo com o Superintendente, Danilo Ferraz,  a autarquia está fazendo o possível para recuperar os estragos o mais rápido possível.   “Estamos com o todo o nosso pessoal nas ruas socorrendo as áreas mais atingidas da cidade”, afirmou. 

 

 

ETA II-  Em outro ponto,  o rio Capivari transbordou atingindo a lagoa de captação da ETA II, que abastece  o bairro da Capela, impedindo que a estação entrasse em operação . Com isso,  a caixa de reserva de água tratada ficou com nível  baixo comprometendo o fornecimento de água durante todo o dia. O trabalho neste local será iniciado assim que o rio Capivari baixar o volume e  permitir o  acesso  a lagoa de captação da Santa  Cândida. Neste caso, a ação emergencial é a realização de uma manobra em uma  das redes de abastecimento da ETA 1 para atender parte da Capela.

 

No bairro Pinheirinho,  a lagoa de captação ficou totalmente submersa fazendo com que a captação fosse interrompida para a ETA 1. Neste local está sendo feita a troca das bombas que queimaram. Outra ocorrência no Pinheirinho foi uma cratera aberta pela chuva na Rua da Servidão, que acabou cedendo em mais de 10 metros de extensão e atingindo uma profundidade de  5 metros. Isso fez com que  a tubulação de água e esgoto cedesse deixando parte do bairro sem água.  

 

As equipes da Sanebavi também estão monitorando e tomando as providências de reparos na Represa1, que transbordou danificando a rede de águas pluviais que passa pela área de estacionamento.

 

As estações elevatórias de esgoto do Capivari  e do Marambaia que tiveram as bombas danificadas receberão novos equipamentos  .

 

Tamanho da fonte
Contraste