Professores de Vinhedo recebem curso de capacitação sobre o Sistema Cantareira

Jardim São Thomé pode ficar sem água neste domingo
15 de março de 2018
Manutenção na rede elétrica pode prejudicar o abastecimento de água para a Capela nesta quinta-feira, 27
15 de março de 2018

 

Coordenadores e professores da Rede Municipal de Ensino de Vinhedo participaram na última semana de um curso de capacitação sobre o Sistema Cantareira, organizado pela Saneamento Básico Vinhedo (Sanebavi) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMAURB).

 

Divididos em duas turmas, os professores e coordenadores da disciplina de Ciências dos ensinos fundamentais I e II receberam informações sobre o assunto para que depois possam trabalhar com os alunos em sala de aula o tema proposto pelo Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), “Sistema Cantareira: um mar de desafios”, dentro da Semana da Água que será celebrada nas escolas municipais entre 3 e 7 de junho.

 

“O objetivo é despertar nos alunos e na sociedade a conscientização sobre o uso racional e sustentável da água, já que o crescimento demográfico e populacional vai exigir atenção especial quanto a disponibilidade hídrica na região. E envolver os alunos nessa discussão é uma das ações que podem ser adotadas para encontramos alternativas para esse problema”, afirma o prefeito de Vinhedo, Milton Serafim.

 

O Sistema Cantareira é formado por um conjunto de 5 represas (Jaguari/Jacareí, Cachoeira, Atibainha, Paiva Castro e Águas Claras) abrangendo 12 municípios sendo quatro deles no estado de Minas Gerais (Camanducaia, Extrema, Itapeva e Sapucaí – Mirim) e oito em São Paulo (Bragança Paulista, Caieiras, Franco da Rocha, Joanópolis, Nazaré Paulista, Mairiporã, Piracaia e Vargem), em uma extensão de 227.950 hectares.

 

Localizado muito próximo das nascentes das cabeceiras das bacias PCJ, o Sistema Cantareira fornece uma das melhores águas do planeta. Interligados por canais e túneis, que garantem um gerenciamento interligado, o sistema é responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de habitantes nas bacias PCJ e outros 9 milhões da Grande São Paulo, que corresponde a 55% da população da região metropolitana.

 

Em 2014 está prevista a renovação da outorga de captação do Sistema Cantareira que hoje tem uma vazão total de 36m³/s (31m³/s para Grande São Paulo e 5m³/s para as Bacias PCJ).

 

Tanto as Bacias PCJ quanto a Alto Tietê, que abastece a Grande São Paulo, precisam de mais água, e encontrar uma solução para a gestão compartilhada do sistema é um dos desafios para não comprometer o desenvolvimento dessas regiões.

 

Além disso, projeções estimam que em 2035 a Macrometrópole Paulista, que compreende as Bacias PCJ e Alto Tietê, vai demandar mais 60 mil l/s, evidenciando que é preciso desde já adotar medidas para o uso racional da água para garantir a sustentabilidade hídrica para as futuras gerações.

 

Tamanho da fonte
Contraste