Prefeitura de Vinhedo prossegue negociação do acordo coletivo

Construção da ETA 3 – São Joaquim
15 de março de 2018
Sanebavi continua com as obras de implantação da rede adutora de água para a Capela
15 de março de 2018

 

O prefeito de Vinhedo, Jaime Cruz, prosseguiu nesta quarta-feira (30) a mesa de negociações para o acordo coletivo. Ele recebeu a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vinhedo, após não ter sido aceita em assembleia a primeira proposta apresentada pela Prefeitura.

 

O chefe do Executivo apresentou uma nova proposta, mantendo o reajuste de 5,62% para todos os servidores e aumentando o piso salarial da categoria para R$1.150, o que representa um aumento de 9,16% àqueles que recebem esse valor. Também foi feita uma nova proposta com aumento de 14% no ticket alimentação, que passaria a ser de R$450.

 

Nestes moldes, considerados salário e benefícios como ticket alimentação, 14° salário proporcional e férias, a menor remuneração do servidor passaria a ser de R$ 1967.

 

"Infelizmente não podemos oferecer um reajuste maior, não por não querermos ou entendermos que os servidores mereçam, mas porque existem limites constitucionais para isso. Com essa proposta que estamos apresentando, somada a contratação de auxiliares de educação infantil comprometeremos cerca de 60% do orçamento com folha de pagamento dos servidores. Se levarmos em conta apenas os salários, chegaríamos a uma porcentagem de 51,3%, o que já é sinalizado como situação critica pelo Tribunal de Contas. Fizemos o estudo com muita responsabilidade, pensando na cidade como um todo e nossa proposta visa também não comprometer a qualidade de vida da nossa população", esclareceu Jaime Cruz.

 

Acompanharam o prefeito os secretários de Governo, Eliazar Ceccon, de Administração, Carlos Roberto Tosto, o superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim (Canjica), o superintendente-adjunto da Sanebavi, José Francisco Beltramini, a secretária da Fazenda, Deise Gomes Serafim. Representando o Poder legislativo esteve o presidente da Câmara de Vinhedo, Rubens Nunes.

 

Flexibilização do 14° salário

 

Durante a reunião, o prefeito Jaime Cruz também se comprometeu a orientar a promoção de um estudo para a flexibilização do pagamento do 14° salário em alguns casos específicos. O estudo contará com a parceria com a diretoria do Sindicato e a proposta deverá ser apresentada em 30 dias.

 

Jaime Cruz finalizou dizendo que não gostaria de, em caso de não aprovação da proposta em assembleia, providenciar o reajuste por meio de decreto, já que desta forma não teria condições de proceder 14% de reajuste no ticket, bem como oferecer aumento acima da inflação para o piso. "Nossa proposta de reajuste está baseada em números reais e limites constitucionais, por isso chegamos ao máximo que podemos atingir. Gostaríamos muito de oferecer mais benefícios, mas não podemos ultrapassar esse valor", destacou o prefeito.

 

Conselho

 

O prefeito Jaime Cruz também comentou durante o encontro da possibilidade de se criar o Conselho Municipal de Política de Administração e de Remuneração de Pessoal. "Esse órgão, que contaria com a participação de membros do Sindicato, teria a função de acompanhar mês a mês a real situação orçamentária, aumentando a transparência no momento da negociação do dissídio", disse o prefeito Jaime Cruz.

Tamanho da fonte
Contraste