Metodologia aplicada em Vinhedo será exposta em evento nacional de Saneamento

Jardim São Thomé pode ficar sem água neste domingo
15 de março de 2018
Manutenção na rede elétrica pode prejudicar o abastecimento de água para a Capela nesta quinta-feira, 27
15 de março de 2018

A implantação de um Método Analítico de Monitoramento de Custos para a prestação de serviços de saneamento básico em Vinhedo foi selecionado ,pelo segundo ano consecutivo, entre centenas de projetos inscritos em todo o Brasil para ser apresentado durante a 43ª Assembleia Nacional da Assemae  (Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento), que acontecerá entre os dias 19 e 24 de maio, em Vitória (ES).

 

A metodologia aplicada na autarquia de Saneamento (Sanebavi) desde 2010 acompanha mensalmente todos os custos que envolvem a prestação de serviços relacionados à água e esgoto, os investimentos, evasão de receitas e depreciação dos bens.

 

Monitoramento que permite a elaboração de um referencial de valor a ser cobrado por m³ nas tarifas de água e esgoto, garantindo a sustentabilidade econômico-financeira da autarquia. 

 

É através dessa metodologia que se obtém o índice da Tarifa Média Necessária para subsidiar a decisão de manter ou não os valores tarifários para a prestação dos serviços com eficiência e qualidade à população.

 

“A implantação desse Método é uma ferramenta fundamental  para a apuração imediata desses dados. E o cálculo instantâneo dos indicadores possibilitam ações corretivas de curto, médio ou longo prazo, subsidiadas em números confiáveis”, afirma o prefeito de Vinhedo, Milton Serafim.

 

Todos os elementos necessários para apuração, monitoramento e ajustes estratégicos para equilibrar a estrutura de custos e a prestação de serviços, serão expostos nesta terça-feira, 21, aos participantes da Assembleia, durante a temática ‘Política e Gestão dos Serviços de Saneamento’.

 

“Esse acompanhamento demonstra a importância da autarquia ter as informações precisas sobre sua estrutura que facilitam a tomadas de decisões”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

 

O evento deve reunir 2.500 pessoas entre profissionais liberais, gestores, diretores e profissionais de serviços municipais e estaduais de saneamento, consultores e autoridades de todo o País.
 

 

Tamanho da fonte
Contraste