Consumo excessivo poderá causar racionamento de água em Vinhedo

Sanebavi prossegue com as obras de construção da ETA 3
15 de março de 2018
Superintendente da Sanebavi acompanha fase final de testes na estação de tratamento de lodo da ETA 2
15 de março de 2018

O acompanhamento em tempo real que a Sanebavi (Saneamento Básico Vinhedo) faz de todo o sistema de distribuição de água de Vinhedo vai ser utilizado pela autarquia durante o período de estiagem para racionar o consumo de água na cidade.

As áreas ou setores que estiverem comprometendo o sistema de abastecimento devido ao elevado consumo terão o fornecimento de água interrompido durante determinado período do dia. Escolas, creches e unidades de saúde não sofrerão racionamento e terão atendimento prioritário.

Com essa medida, a Sanebavi espera evitar uma escassez maior de água por causa do nível baixo dos mananciais que dificultam a captação de água bruta para tratamento.  Por causa do consumo excessivo as duas estações de tratamento operam no limite e o nível das represas I, II e III estão abaixo do ideal.

“Neste período crítico sem chuvas nós já estamos trabalhando com as estações e os poços em sua capacidade máxima de produção para evitarmos um problema maior e cada um de nós pode ajudar fazendo o uso racional de água, evitando o desperdício. Com a colaboração da população de Vinhedo é possível diminuir o consumo para recuperarmos o nível dos nossos reservatórios até o período de chuvas”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.

A água deve ser utilizada para as necessidades básicas como para higiene pessoal preparo de comida, lavagem de roupas e utensílios. 

A Sanebavi também pede a colaboração de quem possui piscina em casa. Na hora da limpeza, deve-se filtrar e não drenar a água. Esse procedimento adotado com frequência eleva o consumo de água e contribui ao lado da lavagem de carros, quintais e jardins para o desperdício de água.

“Essa é uma medida extrema que estamos adotando, mas totalmente necessária pelo momento que estamos enfrentando. Com a população fazendo o uso racional pode ser que nós nem tenhamos que racionar o fornecimento de água”, afirma o prefeito Milton Serafim.

Apesar dessa dificuldade em virtude do clima, a Sanebavi vem trabalhando com seriedade desde 2009 e investindo recursos próprios em obras, equipamentos e tecnologia para garantir o abastecimento de água com qualidade para a população.
 

 

Tamanho da fonte
Contraste